segunda-feira, 20 de abril de 2009

Tentar.

Sinto-me como se nada me atingisse
Como se nada me ferisse
Sinto-me insensivel...
Ou a ferida é tão grande
Que já nem distingo a dor.
Queria ser forte
Queria viver sem olhar para trás
Queria reagir sem hesitar
Queria agir sem ter medo
Queria amar sem reservas
E viver sem medidas
Mas...
É como querer apanhar um comboio
Quando sei que é tarde de mais
E isso desfaz-me
A realidade magoa
E eu tento esquecer, e seguir
Mas isso não chega
E tudo o que eu posso fazer é tentar.

1 comentário:

Proense disse...

E´mesmo, se nao arriscares pelo k sentes e pretendes fazer emboras axes k nao e' o mais adekuado, arrependes-te dps de nc o teres feito, nao e' assim? =)


Adorei o texto. ^^ Bjo. **