sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Grito.

Ninguém percebe, ninguém entende
A dor que carrego dentro do meu peito
Olho a minha volta e tudo está frio,
Tudo perdeu a cor
Nada faz sentido
Nada é como um dia foi,
Mas ninguém percebe.
Sinto-me sozinha, sinto-me perdida
Sinto que perdi tudo o que um dia tive
Perdi o sorriso, até a alegria de sorrir
A vontade de viver, e quem ma dava...
Procuro um caminho de volta
Mas a verdade é que não o encontro
Ou talvez ele nem exista...
Voltarei a ser feliz?
É tudo o que mais quero
Mas é também o que mais longe vejo
Corro, mas não alcanço...
E quando dou por mim...
Corri, cansei e cai.
Ninguém me dá a mão, ninguém me ajuda
Estão todos demasiados preocupados com as suas vidas
Que nem percebem o meu grito de socorro em silêncio
Preciso desesperadamente de ajuda, mas..
Ninguém me ouve.

3 comentários:

Annie. disse...

Não digas isso, eu estou sempre aqui. E quando eu não ouvir, não vai ser por mal.. vem até a mim. :) Para ti, esteja bem ou mal, vou estar SEMPRE pronta para te ouvir, ok? E vou ficar chateada caso hesites em vir falar comigo. Somos irmãs para as coisas boas e más sim?

AMO-TE mesmoooo! <3

Edu disse...

Falta talvez que grites para ti mesma isso tudo. Falta que te ouças mais, so depois alguem te vai ouvir.
.)

janelasdavida disse...

Já me senti assim...